Mente saudável: Como as atividades físicas melhoram a sua memória, concentração e raciocínio

Mente saudável: Como as atividades físicas melhoram a sua memória, concentração e raciocínio

Uma mente saudável é uma meta importante para muita gente. Seja visando um bom desempenho em um concurso público, potencializar o desempenho nos estudos, ser um profissional ou um gestor melhor e com decisões mais rápidas, todos entendem a importância de ter boa memória, capacidade de concentração e raciocínio.

Entretanto, para além da grande quantidade de leitura e exercícios mentais, como as palavras cruzadas, mexer o corpo com a prática regular de atividades físicas é essencial para uma mente saudável.

Por isso, preparamos esse conteúdo completo para você conhecer uma série de estudos que indicam o quanto os exercícios podem ser benéficos para você que busca um cérebro mais forte e inteligente.

Ter mais memória

O Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro, conhecido pela sigla em inglês como BDNF, é uma proteína que estimula o desenvolvimento de novos neurônios. Ela atua principalmente no hipocampo, a área do cérebro relacionada à memória.

Atividades físicas potencializam esse processo, mantendo o hipocampo mais saudável e nosso cérebro com mais memória, sobretudo conforme vamos envelhecendo.

Um estudo da Universidade de Edimburgo publicado na revista Neurology entrevistou quase 700 idosos e cruzou uma série de informações relacionadas a hábitos de vida e frequência de exercícios com exames em seus cérebros.

Pessoas que praticavam mais atividade física foram os que apresentaram maior volume das massas cinzenta e branca no cérebro, tendo melhor memória e menos risco de lesões no órgão.

Potencializar a concentração

De acordo com um estudo liderado pela pesquisadora Wendy Suzuki, da Universidade de Nova York, uma única sessão de treino já é capaz de melhorar a nossa capacidade de foco e concentração por cerca de duas horas.

Com a prática regular, esses benefícios tornam-se mais permanentes. Por isso, essas atividades beneficiam muito quem precisa de atenção no dia a dia, podendo inclusive gerar um melhor desempenho no trabalho.

A pesquisa também aponta que 30 minutos de exercícios aeróbicos, como corrida ou caminhada intensa, realizados três vezes por semana, já são suficientes para garantir efeitos positivos mais duradouros no cérebro.

Mais raciocínio e aprendizagem

As atividades físicas promovem uma melhor distribuição de sangue pelo corpo e, por consequência, de oxigênio. Isso favorece uma melhora geral do funcionamento dos órgãos, inclusive do cérebro, o que melhora as nossas capacidades de raciocínio e aprendizagem.

Além disso, vários estudos comprovaram que a prática de exercícios diminui o nosso estresse cotidiano, o que nos deixa mais tranquilos e diminui a nossa ansiedade através da liberação de hormônios relacionados ao bem-estar como a endorfina, serotonina e dopamina.

Assim, conquistamos uma mente saudável e menos propensa ao desgaste. Como consequência, resolução de cálculos, estudos, leitura e outras atividades mentais são executadas com mais atenção e facilidade.

Prevenção

De acordo com um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, um hormônio produzido pelos músculos quando praticamos exercícios chamado irisina garante mais segurança a nossa mente e ajuda a prevenir o Alzheimer.

Assim, pessoas que mantém rotinas de treinos como corrida, natação ou caminhada tem menos chance de desenvolver a doença. Além disso, a pesquisa também indica que esse hábito pode inclusive ajudar na recuperação da memória de pacientes que já sofrem com o Alzheimer.

E você? Conhecia esses impactos positivos dos exercícios físicos para a construção de uma mente saudável?